Dra. Roberta França - Geriatra Barra da Tijuca

+55 (21) 2104-9572

Av. Luís Carlos Prestes, 410 Sala  321
Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - RJ,

Auto-estima e a arte de envelhecer

27/8/2018

Auto-estima e a arte de envelhecer

 

Falar de auto-estima não é uma tarefa fácil. Falar de auto-estima na terceira idade parece quase uma tarefa impossível. Afinal numa sociedade que finge ter a eterna juventude, onde tudo está voltado para o novo, o moderno, o superatual; a velhice é algo, se não ultrapassado, no mínimo insignificante.

 

Mas a realidade, queiram todos ou não, é que estamos envelhecendo sim! Deixamos de ser um país jovem, um mundo jovem e se quisermos viver bem, saudáveis e com um futuro feliz, temos que aceitar isto já.

 

Não há nenhuma crueldade nisso, afinal a velhice nada mais é do que a certeza que vivemos cada dia. Ninguém dorme jovem e acorda velho. É preciso tempo, vivência, experiência, ganhos, perdas, tristezas e alegrias, e olhando por esta perspectiva podemos perceber a beleza do envelhecer; a beleza de ser saber alguém muito importante por ter o privilégio de estar aqui, ainda vivenciando, ainda construindo uma história.

 

E onde entra a auto-estima?

Ah, sem ela a coisa fica complicada. Se você se olha no espelho e se acha enrugado demais, acabado demais, velho demais, feio demais, sem graça demais, como irá encarar seu dia-a-dia, seus amigos, seu trabalho, sua família, você?

 

Estar de bem com a vida é fundamental em todos os momentos, seja infância, adolescência e juventude, mas, como vivemos numa sociedade que não percebe a velhice como algo real e normal, é muito mais difícil ser velho. E aí, sentir-se bem, feliz, realizado e integrado é fundamental. 

 

É importante olhar-se velho por direito e não por punição!!! 

Cada ruga é história, momentos, lembranças; coisas que não se trocam por nada e que nenhum dinheiro é capaz de pagar.

 

Enfim, em qualquer idade, seremos sempre velho para alguém ( o irmão mais velho, o filho mais velho, o amigo mais velho); então , deixemos de lado o que pensa a sociedade e sejamos felizes hoje, com 60, 80 ou 100, pois a vida não espera, ela segue; e só o tempo não tem o privilégio de envelhecer.

 

Dra Roberta França

Medicina Geriátrica 

De Corpo e Alma 

www.geriatrarobertafranca.com.br

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Demência Vascular - O que você Precisa Saber

06/25/2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo