Dra. Roberta França - Geriatra Barra da Tijuca

+55 (21) 2104-9572

Av. Luís Carlos Prestes, 410 Sala  321
Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - RJ,

O Tempo da Memória

24/4/2019

A Grécia antiga já refletia sobre a memória.
Sua deusa Mneumose, casada com Zeus, era a deusa da memória e sua grande missão era lutar contra o tempo para manter os registros e deixar os rastros da história.
Atualmente não é diferente. Todos temos medo de "perder a memória " e o esquecimento passou a ser tão temido quanto qualquer doença!

 

 

A boa notícia é que esquecer é normal! Apesar de acharmos que qualquer pequeno deficit é demência, não é. Nosso cérebro envelhece como nosso corpo, assim, com o avançar da idade, nossa memória e nosso processamento de informações e aprendizados vão lentificando. Por outro lado, adquirimos mais vocabulário, conhecimento histórico e experiência de vida.

 

As alterações normais da idade são, muitas vezes, hipervalorizadas pelo medo de " ficar demente ". Pessoas que nunca gravaram nomes,faces e números a vida inteira não o farão aos 60 anos... 


No envelhecimento normal, os neurônios passam a não funcionar muito bem ( vão lentificando) enquanto que na demência eles morrem ( perda total), o que é muito diferente! Nosso desenvolvimento cognitivo é influenciável durante toda a vida, desde o útero até a velhice. Assim, muito podemos fazer para proteger nossos neurônios e preservar nossa memória. 


Estudos recentes apontam interessantes fatores de proteção neuronal.
Sabemos que tudo que compromete a vascularização cerebral é danosa, portanto, controlar doenças crônicas como diabetes, hipertensão e hipercolesterolemia são fundamentais. 


As atividades físicas são todas bem vindas porém, as aeróbicas parecem ser mais efetivas justamente por aumentar a oxigenação cerebral.
Atividades sociais em grupos com encontros e conversas agradáveis trazem prazer e bem estar, diminuindo a solidão e os processos depressivos. Mais do que trabalhos laborais como palavras cruzadas, crochê e pintura, é o desenvolvimento de novas habilidades que faz toda a diferença. Aprender coisas novas ativa as áreas cerebrais.


Alimentos saudáveis com baixos índices de açúcares e gorduras ajudam a manter as doenças crônicas sob controle.
Buscar higiene do sono é prioridade. O sono literalmente alimenta a memória. 
E por fim, acreditem, isso também consta nos estudos, é muito importante cuidar do nosso bem estar emocional tendo propósitos, metas e fé.


No fim de tudo, do que adiantaria termos tanto a lembrar e tanta vida pra viver sem sonhos, desejos e a certeza de uma vida melhor?
Cuide bem do seu corpo...
Sua alma vibra...
Sua mente agradece !

Dra Roberta França 
Medicina Geriátrica 
De corpo e Alma 
www.geriatrarobertafranca.com.br

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Demência Vascular - O que você Precisa Saber

06/25/2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo